18 de dezembro de 2014

Futebol Master realiza grande festa nesse domingo

Neste domingo o time de futebol Master de Upanema realiza uma grande festa de confraternização entre os atletas locais. O grupo comandado pelo experiente jogador e técnico Vivi, realiza uma grande festa com início a partir das 08:00h no estádio Freirão, com um jogo entre os atletas locais. Ao meio-dia tem um encontro festivo que marcará a inauguração da Churrascaria do Ronilson. Idivan Araújo e Basto dos Teclados animarão a galera.

Vivi convida toda população para prestigiar o evento que reconhece os oito anos de trabalho em prol daqueles jogadores que já deram muitas alegrias aos torcedores de Upanema.

Parabéns pela iniciativa e estaremos lá.

Torneio de Xadrez será no Alfredo Simoneti


17 de dezembro de 2014

Tem, mas tá faltando




Merece uma análise mais detalhada os motivos pelos quais uma administração que talvez tenha batido o recorde mundial de maior quantidade de combustível per capita, ou seja, quantidade de combustível prevista, dividida por carro, tenha tanto caso de veículos faltando óleo, gasolina etc. 

Quase todo mês temos informações de veículos faltando combustível. Um dia desses o prefeito foi quem trouxe os alunos de um ônibus que ficou parado na BR-110. Outro dia foi outro ônibus e assim está sendo desde que começou essa administração.

O mais recente caso aconteceu no P.A. Salgado, onde o ônibus que é equipado com consultório odontológico, atolou e quando foi tentar sair, faltou óleo. Um micro-ônibus foi acionado com mecânico e combustível para tirar o veículo do prego. (confira as fotos).


Sabemos que as vezes pode ser por problemas no veículo, descuido de quem abastece ou do motorista, mas é que isso deveria ser raro acontecer, mas não está sendo. Por falta de combustível disponível não pode ser, pois a licitação dar pra dar voltas no planeta terra se quiser. É preciso uma análise profunda pra saber o que está acontecendo.


Só um detalhe... Como o ônibus ficou atolado e faltou combustível, o atendimento dos pacientes ficou para outro dia. 

Antes que me perguntem como consegui as fotos, vou logo dizendo: esse tal de Whatsapp tem em todo canto. Muito obrigado minha fonte. 

15 de dezembro de 2014

Imprensa regional critica licitação absurda realizada pela administração municipal

       Quando os blog da cidade criticam a administração atual são logo taxados (a povo pra gostar de taxa) de mentirosos, de que não tem credibilidade, são xingados e até ameaçados. Agora, parece que o leque de jornalistas que não concordam com alguns absurdos que acontecem em nossa cidade começou a se espalhar pela região (aí fica mais complicado de tentar desqualificar a imprensa). 
     O conceituado jornalista mossoroense, Cezar Alves, repercutiu na última semana em sua conta no Twitter o caso do aluguel de um carro por R$ 149 mil pela prefeitura de Upanema, carro este para uso exclusivo do prefeito local. Veja o que Cezar Alves disse:

      "O prefeito de Upanema não paga o alimento dos policiais mas paga aluguel de um carro blindado para ele se deslocar"

     " O que o prefeito de Upanema paga por ano de aluguel de um carro blindado dava para comprar dois CARROS NOVOS".

       Pois bem meus amigos. Upanema já sabia desses absurdos, agora Mossoró e região também estão sabendo. Onde vamos parar? 

13 de dezembro de 2014

Pronunciamento do vereador Aisamaque Dályton, na última sessão da Câmara

Quero iniciar parabenizando a todos que fazem a Igreja Católica em nosso município pelos festejos alusivos a nossa padroeira,  “Nossa Senhora da Imaculada Conceição” realizados no período de 28/11 a 08/12. Quero em nome do nosso Pároco Padre Francinaldo Macário, cumprimentar  e parabenizar todas as equipes que organizaram uma das maiores festa religiosas de nossa Paroquia. Alegria foi à palavra encontrada por muitos fieis para expressar o sentimento vivido durante todos esses dias.
Mais Sr. Presidente, colegas vereadores nesses dias em contato com o diretor técnico da EIT, empresa responsável pela obra do saneamento e do aterro sanitário em nosso município, em se tratando de saúde, uma das obras mais importante financiada pelo Governo Federal em exercício,  para os nossos munícipes, constatei que problemas internos de responsabilidade do Poder Executivo,  ocasionaram a suspensão das atividades e estão prejudicando a conclusão das referidas obras.   
Neste sentido, gostaria de solicitar a compreensão do poder executivo no sentido de concentrar força na resolução destes problemas. Nosso município, não pode se dar ao luxo de perder essa grande obra.
Comunicar que ultimamente, visitando os conjuntos habitacionais, fui procurado por moradores acerca da tristeza que está a Praça Joyce Fernandes Alves. Devido à falta de vigias, os brinquedos estão quebrados, mato e lixo acumulado.
O Atendimento do ESF II, também é outro assunto bastante discutido. Moradores reclamam do limite de fichas diárias, com isso a solução encontrada foi o agendamento de consulta e uma triagem.
Quanto ao Projeto Nº: 0014/A,  que regulamenta o uso das maquinas agrícolas e da perfuratriz, considero a proposta inconsistente, se não vejamos:
No art. 2º, § 1º diz que nos casos  que as maquinas, equipamentos e implementos estiverem servindo a propriedade particular, caberá ao município a cessão das maquinas, implementos, equipamentos, ou a perfuratriz e seus operadores e o interessado arcará com um preço público, a ser definido por decreto do poder executivo, para as despesas com manutenção do equipamento no serviço solicitado e particularmente sobre a perfuração dos poços com todas as despesas como revestimentos, mecanização e instalação.
§ 2º: Os interessados devem procurar a Secretaria de Agricultura, comprovando sua condição de PROPRIETÁRIO do imóvel rural. (Ora, somos sabedores que nosso município tem uma gama de propriedades ocupadas de forma informal por terceiros, familiares e etc. Como fica isso?)
§ 3º- A receita com a arrecadação da taxa criada na presente lei ficará em conta bancaria especifica e será utilizada para custeio e manutenção das maquinas e equipamentos.  (A Taxa cobre o conserto das maquinas sim);
Art. 3º: As maquinas agrícolas e seus respectivos implementos, como também a perfuratriz, poderão ser utilizadas a serviço das associações de municípios legalmente constituídas e por municípios adjacentes, através de celebração de convênios, na forma regulamentar, desde que:
§ 1º - Sem prejuízo das demandas do município
§ 2º- Seja de interesse arrecadatório a exemplo das taxas referidas no artigo anterior.  (Estamos ainda autorizando o município a alocar nossas maquinas a municípios vizinhos e arrecadar com isso. Algo jamais visto);   
            Em resumo, o presente projeto visa mais a taxação aos agricultores (as) pelos serviços executados, do que regulamentar o uso dos equipamentos, portanto,  voto contrario.
            E pensar que foram maquinas doadas pelo Governo Federal para proporcionar melhores condições de vida ao homem do campo e que em sua grande maioria cobrem os serviços urbanos.
            Enquanto isso, temos uma agricultura que busca sua sobrevivência, sem assistência técnica, sem projetos e sem incentivos.  
Ainda quero solicitar informações do poder executivo, quanto aos locais selecionados para construção de Passagens molhada em nosso município.
  Por fim, como estamos finalizando hoje o nosso período de atividades ordinária anual, gostaria de já agradecer a todos (as) pelo convívio, pelos bons momentos vividos, os conhecimentos adquiridos e até mesmo pelo confronto de ideias que proporcionaram calorosas discussões. Aos servidores, pelos serviços prestados e pela atenção ao nosso povo. Enfim, agradecer a todos (as)  que fazem essa casa e  que nos ajudam a desempenhar o nosso papel.
Ao Sr. Presidente que hora encerra sua gestão, pela condução dos trabalhos e ao futuro desejamos sabedoria, sorte e força de vontade na condução das tarefas nesta casa do povo.
A todos (as) desejamos um feliz Natal e um 2015 repleto de paz, saúde e prosperidade em nossos lares, nosso trabalho e para as pessoas que estão em nosso convívio.
Um bom dia e um ótimo final de semana! 

12 de dezembro de 2014

Com ajuda do "líder da oposição", vereadores aprovam projeto que taxa agricultores

Como esperado, a Câmara de Vereadores deu mais um exemplo que serve aos desejos do prefeito e vira as costas para o povo, no caso, os agropecuaristas. Foi aprovado hoje, com a ajuda do vereador Valério Augusto (líder da oposição), os vereadores Ferrari Basílio, Ibinha, Carlinho, Monthalgan e Carlinho Garcia, o projeto que taxa o uso de máquinas da PMU quando em serviço para o homem do campo. Votaram contra o projeto os vereadores Aisamaque Dályton, Canindé Rocha e Gineton Costa.

Voltaremos a tratar dessa aberração amanhã.

De qualquer forma, Upanema mais uma vez se envergonha de ter como representante certas peças do cenário político.

11 de dezembro de 2014

Minha palavra a Câmara de Vereadores

O prefeito Luiz Jairo retirou ontem da pauta da Câmara o PL 0014 que trata da cobrança de taxas para utilização das máquinas da PMU por parte dos agropecuaristas do município. Ao mesmo tempo, o prefeito enviou um novo projeto. Segundo o vereador Aisamaque Dályton – PT, o novo projeto só muda algumas palavras e detalha alguns pontos que não estavam claros, mas em sua essência é o mesmo, ou seja, cobra dos agricultores pela utilização da máquinas públicas.

Na verdade meus amigos, o prefeito está mais perdido que cego em tiroteio. Com a queda da arrecadação prevista para o próximo ano, a equipe financeira está tentando economizar de todas as formas – o que não está errada. Só não podemos concordar com a conta caindo no espinhaço do homem do campo.

Na minha opinião, ser a favor de cobrar do homem do campo taxas pra utilização de máquinas que foram destinadas a ele pelo Governo Federal é um absurdo. Cobrar por algo que vai beneficiá-lo, que vai dar condições de “escapar”, só quem não conhece a realidade do homem do campo. É coisa de quem viveu no ar-condicionado e não sabe nem onde fica o Monte Alegre, Vila Paraibana, PA Salgado etc. É coisa de quem só ver os números, lucros, despesas, cortes, gastos e não ver que existem seres humanos que precisam de ajuda para sobreviver. Esse tipo de gente Upanema precisa que esteja longe.


Queria agora levar minha palavra aos amigos vereadores. Não é possível que os senhores vereadores aprovem um projeto desses. Digo isso pois sei que eles conhecem como é a dura vida do homem do campo. Digo pois eles veem o dia a dia do trabalhador que tenta a todo custo plantar, irrigar, beber, para sobreviver. O pouco que se tira da terra é valioso, pois foi conquistado com muito trabalho com muito suor e dedicação. Diante dessa enorme dificuldade, tudo que vier para ajudar merece nosso aplauso. Agora, por mais pouco que seja, qualquer coisa que venha a aumentar custos ou promover dificuldades para esse sofredor não é possível que sejamos a favor. A aprovação por parte dos vereadores configura-se cumplicidade a um projeto nocivo ao trabalhador rural, que está sendo enviado por quem não conhece a nossa realidade. Depois da aprovação da Taxa de Iluminação Pública, essa Câmara ficará na história como a Câmara das Taxas, junto com o senhor prefeito, que para mim nada me surpreende. Agora, vejo com muita tristeza o nosso legislativo, que serão TAXADOS lambaias, babãos, pau mandados e de outros nomes que prefiro nem dizer em respeito a alguns homens sérios que compõem aquela Casa. Vão virar as costas para o homem do campo. Preferem o prefeito ao invés do povo. Não façam isso senhores vereadores, pois o prefeito é passageiro e o povo foi quem escolheu os senhores para estarem aí defendo os interesses dele. Pensem nisso!

9 de dezembro de 2014

População se revolta com intenção do prefeito em cobrar por utilização de máquinas públicas

Em menos de 24 horas, o blog do Anax recebeu dezenas de comentários e centenas de acessos devido à matéria que publicamos falando sobre mais um projeto impopular do prefeito de Upanema. A revolta da população com a intenção do prefeito em taxar os agropecuaristas que precisem se utilizar das máquinas da PMU está evidenciado nos comentários dos leitores.

É um verdadeiro absurdo o que o prefeito está querendo fazer e notadamente dividir com os vereadores aliados. Depois da taxa de iluminação, o prefeito agora quer que os agricultores paguem para utilizar as máquinas do município. Se não bastasse a insensibilidade do prefeito diante do momento de seca, o projeto dele também é uma forma de LEGALIZAR a omissão dos futuros gestores no tocante a investimentos na perfuração de poços, por exemplo. Hoje, se a prefeitura quiser investir na perfuração e revestimento de um poço que atenderá um agricultor que gera empregos, nada impede. Com a aprovação do projeto, a prefeitura legalmente terá que cobrar as despesas com revestimentos, mecanização e instalação. Portanto, o agricultor que já passa por enormes dificuldades, não terá condições de pagar por isso, ficando o município acobertado por uma lei que impede que o mesmo invista na perfuração de poços, sem a contrapartida do agricultor.


Esperamos que os vereadores não façam a mesma burrice quando aprovaram a Taxa de Iluminação, que foi nomeada como contribuição. Agora estão querendo mudar o nome para regulamentação do uso das máquinas. Lembrem-se que vocês terão que retornar na casa desses agricultores na próxima campanha.